+ sobre AlletSator - Ópera Quântica [Hipermédia] | [Áudios] | [Libreto] | [Imagens]


Descrição > Autores: Pedro Barbosa & Luís Carlos Petry | Outros colaboradores: Rogério Cardoso dos Santos, Rui Torres | Publicado como CD-ROM na Revista Cibertextualidades, 2, 2007.


Alletsator é uma ópera em formato hipermédia que, para os seus autores, melhor se define como uma ópera quântica, enfim um jogo - interactivo, tridimensional - onde o actual e o virtual se entrecruzam e misturam. Um híbrido hipermédia, portanto, no qual se desafia o “espectactor” (imerso num ambiente que se pretende cósmico, mágico, fantástico, onírico...) a percorrer a superfície de uma sequencialidade por si próprio traçada. Uma viagem sem fim, pois trata-se de uma narrativa em rede gerada por uma interface que permite combinações potencialmente infinitas. Da dramaturgia que lhe serve de base antecipava-se já a metáfora que melhor explica este trabalho: uma nave espacial de caminhos dispersos, de inesperados percursos multilineares em potência. «Alletsator» é também um objecto artístico dos novos meios, produto e agente de uma cibercultura que promete revolucionar o mundo tal como o conhecemos.

O texto inicial de Alletsator foi gerado automaticamente por Pedro Barbosa no sintetizador textual «Sintext» e trabalhado dramaturgicamente para um espectáculo teatral do Esbofeteatro que foi apresentado no Teatro Helena Sá e Costa, aquando dos eventos da Porto Capital Europeia da Cultura em 2001, com encenação de João Paulo Costa e música de Virgílio Melo. O libreto operático de Pedro Barbosa encontra-se publicado pelas edições Afrontamento com o título inicial: «AlletSator-XPTO.Kosmos.2001». Foi a partir desse texto concebido como uma experiência pioneira de “ciberdramaturgia”, que Luís Carlos Petry, professor e investigador da PUC em São Paulo, se propôs adaptar essa narrativa teatral a uma hipermédia interactiva e passou a colaborar com Pedro Barbosa na sua roteirização e recriação para um ambiente 3D e uma estrutura narrativa em rede.

A ciberópera quântica «Alletsator» tornou-se então, a partir daí, um projecto colaborativo que pretende agregar contribuições de vários outros investigadores de Portugal e do Brasil. De facto, se é possível traçar a sua “paternidade” em Pedro Barbosa (ESMAE–Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo), o grande dinamizador da ciberliteratura em Portugal, e Luís Carlos Petry (PUC-SP - Pontifícia Universidade Católica, São Paulo), interessado nos domínios que se cruzam entre a filosofia e as novas tecnologias digitais e interactivas, colaboram agora também na sua produção Sérgio Bairon (PUC-SP e director do NUPH) e Rogério Cardoso (PUC-SP), programador assistente, entre outros investigadores brasileiros, um cineasta e um compositor, além de Rui Torres e Pedro Reis (membros do CETIC). Este “work-in-progress” tem beneficiado de um protocolo de cooperação que envolve o NuPH e o CETIC.

Alletsator rompe com o passado. Uma janela que expande o real, numa perspectiva global, complexa, dispersa, alterando a forma ortodoxa de recepção de uma obra, de uma produção por se apresentar como um universo cibernético, tecnológico, interactivo, dinâmico, hipertextual, palco de uma performance onde é protagonista o internauta, e onde a realidade se estende em direcção ao mito. Anaximandro Macromedia, robôt que abre caminho ao oráculo, sintetiza as combinações de palavras randomicamente geradas e combinadas, desse modo alterando o curso dos eventos. Alletsator está no futuro; por enquanto temos a promessa de “Alletsator-XPTO.Kosmos.2001””, o “original”, e um DVD-ROM, anunciado para breve, em várias editoras universitárias.


Download da Hipermédia (335 MB .zip file) > http://www.po-ex.net/alletsator/alletsator4_5.zip


Ajuda / Como instalar [PDF] >


V(l)er tb >